Screen, o desconhecido

Screen é um programa opcional para Linux que pode ser instalado em inumeras distribuições: Ubuntu, Centos, Suse, etc.
Trata-se de um Gerenciador de Sessões, eu o considero indispensável.
Dentro dele, você usa seus comandos como de hábito. A primeira vista parece não ter muita vantagem, você digita screen e nada acontece? Mas elas são inúmeros os benefícios.
Especialmente se você configurar o screen habilitando recursos como o rodapé e teclas de atalho.
Veja o meu arquivo
Vamos pra parte boa, vamos testar? execute as linhas abaixo em um shell ubuntu:

Deu! Se tudo correr como previsto, você instalou e abriu o screen já com a configuração que eu recomendo
Ele já abrirá com 4 telas, observe no rodapé que ele está posicionado na quarta tela. Use F5 e F6 para navegar entre elas, digite um comando diferente em cada e observe que tudo se mantém enquanto você alterna
Agora você tem inumeras telas dentro do mesmo shell!
Para fechar a tela atual, use CTRL+D, para criar uma nova, use CTRL+AC, e para desconectar (mas manter o Screen ativo), CTRL+AD
Para encerrar o Screen você precisa fechar todas a telas dele com o CTRL+D
Para recuperar o controle de um Screen ativo, use screen -r
Para listar os screens ativos, use screen -ls
E você pode também invadiruma sessão screen em uso, desde que esteja sob o mesmo usuário. screen -x faz a mágica. Note que isto é bem útil se você quer trabalhar com mais alguém simulataneamente no mesmo servidor, são 2 pessoas compartilhando o mesmo screen, vendo os mesmos resultados e comandos!

Tags: 

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Twitter-style #hashtags are linked to https://twitter.com.
  • Twitter-style @usernames are linked to their Twitter account pages.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <bash> <php> <css> <mysql>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.